Na aviação tudo é padronizado, inclusive as comunicações. Contudo, muito pouco é falado sobre o alfabeto fonético internacional e a história de sua criação. Então, vamos falar um pouco sobre essa modalidade universal de comunicação que tomou conta dos ares nos quatro cantos do globo. Nos primórdios da aviação a única forma de comunicação entre pilotos, ou entre pilotos e o solo, eram os sinais (mãos e bandeiras), os símbolos (cores, formas no solo e bandeiras) e o Código Morse, por influência das práticas marítimas. Com o advento da comunicação por voz via rádio, houve a necessidade de se criar uma linguagem simplificada para as comunicações aéreas, para ordenar e dar entendimento das instruções por todos, independentemente dos sotaques ou da língua utilizada. Leia matéria completa em…….

AVIAÇÃO E MERCADO 4

ACESSE GRATIS AQUI