Helicóptero biturbina, EC 135 P2, é a novidade da empresa de compartilhamento de bens de luxo.

O Prime Fraction Club – empresa pioneira de compartilhamento de bens de luxo – incorporara uma nova aeronave à sua frota, o EC 135 P2, helicóptero biturbina, cujo valor estimado é de US$ 4,585 milhões.

“A incorporação desta aeronave ao portfólio de ativos do Prime é resultado do crescimento da procura pelo modelo de compartilhamento de aeronaves, além de integrar outras ações que a empresa vem realizando na expansão do negócio”, conta Marcus Matta, presidente do Prime Fraction Club.

Para adquirir uma cota do EC 135 P2, que pode ser compartilhado por até cinco contistas, o associado faz um investimento de US$ 773,9 mil, a ser pago com uma entrada mais saldo a combinar em parcelas, além da taxa de manutenção fixa mensal de R$ 28,102 mil.

Fabricado pela Helibrás, a aeronave tem capacidade para 5 passageiros, 2 tripulantes e 635 km de autonomia de voo.

No modelo de negócios do Prime, o proprietário da cota pode escolher o período e a data em que deseja utilizá-lo. A empresa também é responsável pela gestão do ativo, o que inclui contratação de tripulação, hangaragem e administração do bem, entre outros serviços.

                                    As edições 1 a 5 também são totalmente grátis….

Além de administrar e coordenar a utilização dos bens entre seus proprietários, a empresa mantém um programa de gestão para aqueles que, devido à frequência, desejam utilizar outros bens da frota quando o seu estiver indisponível.

O Prime é o primeiro clube de compartilhamento integrado de modais de transporte de luxo no País – a empresa comercializa cotas de aviões, helicópteros, embarcações e carros Premium.

Obs. A Prime informou através de sua assessoria que o modelo correto é o EC 135 P2 e não EC 135 T2, conforme divulgado anteriormente.