Planador Atmosférico Perlan 2 na expectativa de bater recorde de altitude na Argentina e ajudar nas viagens espaciais

    Texto Rob Mark – tradução e adaptação Cláudia Terra #cmdterra

    Airbus Perlan 2, planador atmosférico tripulado, quer bater o recorde de 90.000 pés de altitude.
    A equipe Perlan quer realizar o sonho de atingir pelo menos 90.000 pés no planador de pesquisa Perlan 2.
    O planador de pesquisa atmosférica , o Perlan I, atingiu acima de 50.000. Os pilotos de teste da NASA Einar Enevoldson e a meteorologista Elizabeth Austin e equipe acreditam ser possível atingir altitudes mais elevadas . O Perlan 2 tem planos para tornar o sonho da equipe realidade, o objetivo é atingir um voo pelo menos 90.000 pés. No que acreditam ser possível se a Mãe Natureza, a aeronave e equipamentos de bordos especializados cooperarem.

    A 1.100 libras o Perlan 2 , planador pesquisa, agora patrocinado pelo Grupo Airbus, planeja voar a cerca de 9.000 pés acima do El Calafate Airport no sul da Argentina com um reboque tradicional por um avião. É nessa região que, em agosto e setembro, formam se poderosas ondas de montanha estratosféricas, oferecendo o impulso natural que permitirá a aeronave chegar a 90.000 pés e até mais.
    Estas ondas são criadas por ventos fortes que executam perpendicular à cordilheira dos Andes, onde os picos podem chegar a 23.000 pés. Os meteorologistas dizem que as ondas de montanha podem tornar-se poderosas o suficiente para empurrar o Perlan 2 a altitudes de até 130.000 pés, mais do que o suficiente para capturar um registro Comissão Internacional Gliding (IGC).
    A fim de capturar o registro IGC, o Perlan 2 terá que provar que realmente atingiu 90.000 pés, uma conquista que será confirmada por um LXNav a bordo, LX-9000 de alta altitude, gravador de voo. Ao término do voo, a memória do gravador de voo será baixada para a verificação por juízes ICG. Apenas garantir maior segurança e para o caso de algo der errado no voo, a tripulação do Perlan 2 estará carregando um iPad como seu backup.

    .airbus-perlan
    Esse voo extremo, além de bater o recorde, tem como objetivo estudar o tempo, as alterações climáticas e a camada de ozônio. A pesquisa também pode ajudar cientistas e engenheiros a compreenderem melhor os efeitos dessas altitudes mais elevadas no desempenho e na segurança das aeronaves. Os cientistas também acreditam que as condições atmosféricas na altitude em que Perlan 2 vai subir é similar àquelas encontradas em Marte e que os voos irão ajudar a nas viagens espaciais.
    “Airbus Perlan Mission II é um esforço histórico no verdadeiro espírito de pioneiros da aviação. O conhecimento adquirido com este projeto irá afetar o modo como o mundo entende e aborda as mudanças climáticas na Terra. A Airbus continuar á a inovar na maneira de voar mais alto, mais rápido e mais limpo na Terra e possivelmente, mais além.” afirmou Tom Enders, CEO da Airbus Group. ”
    O Perlan 2 partiu dos EUA em julho, em um navio. Foi levado para El Calafate, Argentina, após seis meses de testes de voo intensivo em Minden, Nevada. Uma vez na região dos Andes, a aeronave será remontada para começar a seu voo de alta altitude e missão de pesquisa climática. Na falta de um motor que poderia contaminar as amostras de ar, o planador Perlan 2 irá levar experimentos de cientistas de varias partes da Terra e recolher esses dados não contaminados nos padrões meteorológicos de nível superior e a condição da atmosfera e espera trazer novos dados sobre as mudanças climáticas.
    Por um breve período, em Agosto e Setembro de cada ano, o clima nesta região das montanhas dos Andes, muitas vezes geram o tipo certo de ondas de montanha estratosféricos que podem levar o Perlan 2 bem acima da altitude recorde para um planador, 50.671 pés, conquistados por Steve Fossett em 2006. A equipe do Grupo Airbus e Projeto Perlan acreditam que uma das principais diferenças é que desta vez usará um sistema de pressurização abordo único, que permitirá que os dois membros da tripulação se sintam mais confortáveis aos atingirem os 90.000 pés.
    O Perlan 2 fez o seu primeiro voo bem sucedido em 2015 com Roberts Field Airport em Redmond, Oregon. O planador foi puxado do chão por um avião agrícola e liberado para voar a uma altitude de 5.000 pés. Foi pilotado por Jim Payne e Morgan Sandercock. O Grupo Airbus tornou-se o patrocinador principal para o Projeto Perlan desde então, fornecendo o financiamento para tornar o projeto uma realidade. O projeto inovador do planador atmosférico teve início no final de 1990 e segue com seus desafios, conquistas e muito provavelmente para o sucesso pleno.

    Deixe uma resposta