A Philippine Airlines ( PAL ) pretende expandir sua presença na Europa e nos EUA, e para isso vai incorporar aeronaves de longo alcance em sua frota e assinou um compromisso de intenção de compra para até 12 Airbus A350-900.

A companhia assinou um memorando de entendimento para adquirir seis A350  no show aéreo de Singapura, com opções para outras seis aeronaves, em um negócio de US $ 1,8 bilhões.

O presidente e diretor de operações Jaime Bautista diz que o primeiro A350 está programado para ser entregue à companhia aérea até ao final de 2018, com dois outros a seguir no primeiro semestre de 2019. Os jatos terão 300 assentos em uma configuração de três classes.

Bautista diz que os jatos será  equipados com motores Rolls-Royce Trent XWB que permitirá a  PAL operar non-stop de Manila para a costa oeste dos Estados Unidos e Nova Iorque, bem como a novos destinos na Europa.  A PAL está operando atualmente alguns destes voos, com seus seis  Airbus A340s, alguns dos quais serão retirados de serviço quando os A350 forem entregues.

Muito se perguntou por que a companhia escolheu o A350 sobre o Boeing 787-9, que também estava avaliando, Bautista diz que acredita que a aeronave Airbus vai ajudá-lo a explorar os serviços de longa distância de forma eficiente, e é um jato que é “viável” para a companhia aérea ” tecnicamente e comercialmente “.

Bautista também revela que PAL está a estudar a possibilidade de adição de jatos ou turboélices regionais a sua frota, para a exploração das rotas domésticas onde há restrições de pista. A PAL Expresso tem atualmente quatro Bombardier Dash 8 Q400 e quatro Q300s em serviço.

Fonte: Flightglobal – Foto: Airbus