O Perlan 2 é uma plataforma única para a descoberta científica, e está mostrando um excelente desempenho em todos os experimentos de voo que focam nos fatores

O Perlan Mission II da Airbus entra para a história estabelecendo novo recorde mundial de altitude para um planador.

A aeronave sem motor Perlan 2 atinge 52.172 pés, quebrando o recorde estabelecido pelo Perlan 1 em 2006

A Perlan Mission II da Airbus, a primeira iniciativa do mundo para enviar uma aeronave sem motor até a fronteira do espaço, entrou ontem para a história ao subir para mais de 52.000 pés na região da Patagônia na Argentina, estabelecendo um novo recorde mundial de altitude para um planador.

Estamos comemorando hoje uma incrível vitória em inovação aeroespacial e descoberta científica, e estamos muito agradecidos a todos os voluntários e patrocinadores cujos anos de dedicação incansável tornaram possível essa conquista”, disse Ed Warnock, CEO do Projeto Perlan.

“Continuaremos a buscar altitudes ainda mais elevadas e prosseguiremos em nossas experiências científicas para explorar os mistérios da estratosfera. Fizemos história, mas o aprendizado acaba de começar”.

“A cada marco da Perlan Mission II da Airbus, continuamos a aprender mais sobre como podemos voar mais alto, mais rápido e poluindo menos. Mas também aprendemos que a aviação ainda tem o poder de surpreender-nos, emocionar-nos e motivar-nos a encontrar novas fronteiras de empreendimento”, disse Tom Enders, CEO da Airbus.

“O excelente sucesso de aviação do Perlan é o resultado de um pensamento ousado. É esse tipo de pensamento que forma a pedra angular da nossa visão do futuro da Airbus, que esperamos que inspire uma nova geração de exploradores e inovadores aeroespaciais”.

O piloto Jim Payne e o copiloto Morgan Sandercock realizaram esse histórico voo do Perlan 2 do aeroporto internacional Comandante Armando Tola em El Calafate, na Argentina, superando o recorde mundial anterior de 50.727 pés de altitude para um planador, estabelecido em 2006 no Perlan 1 não pressurizado pelo fundador do projeto Perlan Einar Enevoldson, juntamente com o principal patrocinador do projeto Steve Fossett.

O Perlan Mission II da Airbus é uma iniciativa para voar um planador sem motor até a fronteira do espaço usando os fenômenos climáticos chamados ondas estratosféricas de montanha: as correntes de ar ascendentes que são aumentadas significativamente pelo vórtice polar algumas vezes por ano em apenas alguns lugares da terra.

A área em torno de El Calafate, situado na Cordilheira dos Andes na Argentina, é um daqueles raros lugares onde essas correntes de ar em ascensão podem atingir a estratosfera.

Devido ao seu design sem motor, o planador que influenciam as mudanças climáticas e nos efeitos da radiação em pilotos e aeronaves em altitudes elevadas.

Após a conclusão da temporada de voos de planador nas ondas de montanha da Argentina, a Perlan Mission II da Airbus retornará a Minden, Nevada, EUA, onde a equipe formada inteiramente por voluntários modificará e melhorará o planador Perlan 2 com base nas informações adquiridas nos voos de teste deste ano.

O objetivo do Projeto Perlan é tentar atingir 90 mil pés, um recorde mundial de altitude para qualquer voo de aeronave com asas, com ou sem motor.