Entrevista com Tiago Longuini, Patrimon Seguros, por Vilvo Ceroni

No mercado de seguros, seja ele aeronáutico ou não, a peça fundamental é o corretor. Ele trabalha entre o segurado e a seguradora. Apesar de ter obrigações com a companhia seguradora, o principal dever do corretor é prestar um bom serviço ao segurado, seu cliente. Lembrando que companhia seguradora e corretor têm funções e obrigações diferentes. A seguradora é responsável por salvaguardar, garantir a cobertura e o sinistro ao cliente. O Corretor faz a intermediação da venda dos produtos das seguradoras aos clientes.

Conheça algumas atribuições do corretor:

Análise de Risco:

Vericar as possibilidades de prejuízos e recomendar as apólices mais adequadas para ressarcir tais perdas possíveis;

Elaboração de um Programa de Seguros:

O corretor deve estabelecer prioridades para que sejam atendidos, primeiramente, os de maior repercussão sobre o patrimônio do cliente;

Assessorar o Cliente;

Ajudar a escolher a seguradora, levando em conta o melhor atendimento técnico econômico-financeiro, caso aconteça o evento previsto na apólice;

Orientar quanto às renovações, adequando o seguro às condições que ocorreram;

Acompanhamento das Mofidicações:

Mudanças ocorridas na vigência das apólices devem ser comunicadas à seguradora e ao cliente para os efeitos das mudanças, inclusive indicar medidas mais aconselháveis;

Preparação dos Elementos;

Obter melhores coberturas ou reduções dos prêmios, melhorando as condições de segurança para evitar riscos.cirrus-sf50_big

O corretor deve colocar o cliente em condições de conseguir reduções, descontos, tarifações e outras vantagens.

Diante da importância do corretor de seguros realizamos uma entrevista com Tiago Longuini, sócio da Patrimon Seguros, para contar um pouco da sua trajetória como corretor de seguros e em especial no mercado de seguros aeronáuticos, uma de suas especializações.

1) Tiago, gostaríamos de saber a quanto tempo atua como corretor de seguros e em especial em seguros aeronáuticos?

Estamos no mercado há 7 anos atuando nos ramos de seguros diversos. O foco no aeronáutico começou chamar mais a atenção quando comecei o curso de PP (piloto privado) em 2011, realizando um sonho de ser piloto, e isso me trouxe uma nova visão sobre esse mercado. Apresentou-se uma boa oportunidade de focar em um nicho com características distintas nos tipos de seguros e no perl dos clientes.

2) Porque escolheu especializar se em venda de seguros aeronáuticos?

Vimos uma oportunidade em iniciar um trabalho diferenciado no atendimento desses clientes e amigos. Conheci muita gente que comprava o seguro simplesmente por estar obrigado e não sabia se quer das coberturas e benefícios, outros compravam ou vendiam sua aeronave e tinham problemas em transferir os direitos e obrigações da apólice para o novo proprietário. O mercado estava acomodado sem concorrência livre, até os clientes perceberem que nem tudo é caro e nem tudo é preço. Neste nicho é muito importante entender a dinâmica da operação de cada cliente para regular uma apólice e garantir que o cliente tenha cobertura quando realmente precisar.

hangar3) Como é o trabalho de parceria com as seguradoras, você tem respaldo das mesmas para divulgar e ampliar seu trabalho perante aos clientes?

Uma boa parceria, com a companhia certa para cada produto negociado é essencial. Procuramos manter nossos contratos e vínculos de amizade em contato diário com subscritores e presidentes. A propaganda é a alma do negócio, mas no Brasil ainda existem algumas barreiras a superar, muitas vezes colegas corretores deixam a ética de lado e faltam com a transparência, obrigando as seguradoras a continuarem desacreditadas ou limitadas nessa parceria. Quando a concorrência descobrir que a lei do exemplo gera riquezas, os clientes vão negociar com mais confiança elegendo um parceiro que apresente um valor justo, digno da cobertura contratada e não só um preço obtido na disputa desenfreada de uma simples concorrência.

4) Como é o perl do cliente de seguros aeronáuticos? Qual é o perl do cliente comprador do seguro aeronáutico?

Eu diria que o cliente tem o perl de sua aeronave, equilibrado e confiável. Nós atendemos todas as classes e operações, no mercado existe um perl que já se apresenta solidificado e sabe o que está buscando. Em contrapartida temos uma nova geração chegando, novas pessoas com poder aquisitivo, que sempre sonharam em ter uma aeronave para o lazer e que por necessidade utilizam o equipamento para o trabalho também. Uma aeronave custa bem menos do que você imagina, hoje temos os mais variados pers de clientes em nossa carteira.

5) Sabemos que apenas 35% das aeronaves da aviação geral no Brasil tem seguro casco, o que você sugere às seguradoras e o que deveria ser feito para mudar essa realidade?

Sim, mas antes de sugerir às seguradoras é necessário desenvolver uma certa cultura do seguro com esse tipo de cliente. Alguns proprietários imaginam que tudo na aviação é caro ou inviável. Nosso trabalho, em parceria com as seguradoras é justamente expor de maneira mais clara e direta as coberturas para este mercado, provando que o seguro ca mais barato, se comparado ao prejuízo causado pelo dano sofrido em um eventual sinistro. E, claro que se nós começarmos a segurar uma fatia maior deste mercado pela lei da oferta. Logo teremos apólices com preços mais acessíveis ainda. Para um começo, já seria muito interessante incentivar os proprietários ou operadores a contratarem pelo menos o LUC, que é a extensão de cobertura do RETA obrigatório, de acordo com a sua operação. A maioria dos proprietários desconhecem esse seguro, mas hoje é possível contratá-lo independente do seguro CASCO.

6) O que os clientes de seguros aeronáuticos podem esperar de diferente no atendimento da Patrimon para as demais corretoras de seguros?

Nosso propósito é atender nossos clientes com transparência, garantindo lhes a tranquilidade de ter feito sempre um bom negócio. Nós esforçamos e empreendemos muita energia para deslizar nossa carteira de clientes com um bom atendimento. Não podemos apenas fazer negócios! O cliente continua vivo após fechar negócios conosco, por esse motivo procuramos conhecê-lo cada vez mais. Um corretor é tão importante quanto um médico ou advogado, por exemplo. Nós precisamos atender ao telefone, independente da hora em que ele tocar. É isso que os nossos novos clientes podem esperar de nós.

7) Gostaríamos que deixasse uma mensagem em homenagem aos aviadores.

Em primeiro lugar, queremos agradecer aos que sonharam primeiro e tiveram a brilhante ideia de voar,. É por causa de todos eles que, testaram suas máquinas de voar no passado, que hoje conseguimos ir e vir com tanta facilidade. A esta nova geração cabe o decisão de aprimorar o invento, evoluir e manter cada vez mais viva essa paixão que nos fazem livres o tempo todo. Na aviação cada detalhe importa e tem o seu valor. Costumo dizer que tudo na vida surge de uma semente, hoje o sonho dos antigos aviadores carregam por aí milhares de novos sonhadores. É só você olhar para o céu e imaginar quantos projetos, quantas vidas estão chegando ou estão à espera de uma solução que viaja tranquila agora, cruzando os vales e até oceanos levando esperança, alimento, vestimentas, levando um abraço de alguém. Só tenho a agradecer, pois sempre que estamos voando estamos em casa. Aviação é isso, um mundo de possibilidade para transforma o sonho em realidade com muita rapidez e confiança.