Novo bombardeiro supersônico russo deve voar em 2018

    O novo bombardeiro estratégico supersônico russo deve voar pela primeira vez em 2018 e passar a ser fabricado em série a partir de 2021. Batizado de Tupolev Tu-160M2, o jato militar é uma variante aprimorada de um avião da era soviética, fabricado em pequeno número antes do colapso da União Soviética em 1991. Segundo opinião de muitos analistas, o novo Blackjack deve tornar-se a espinha dorsal da força russa.

    A versão modernizada do Tu-160M2 deverá atender as necessidades russas já que, ao contrário da Força Aérea dos Estados Unidos, não se espera dele uma penetração em território inimigo para o lançamento de seus armamentos. Sua missão será se posicionar a uma distância segura do alvo, lançando mísseis cruzeiros de longo alcance em direção aos alvos. Podendo, portanto, voar acima de Mach 2.0, tornando menos importantes as tecnologias stealth.

    No futuro, as duas versões do jato militar devem coexistir durante algum tempo, à semelhança do que já aconteceu com os B-52 e B-1B norte-americanos. Para que os dois convivam, porém, ainda é necessário que Moscou obtenha fundos suficientes para o projeto de modernização do Tu-160M2.

     

    Deixe uma resposta