Horus Aeronaves promete revolucionar a Agrishow com lançamento de duas aeronaves para o agronegócio.

    A pioneira em fabricação de drones para mapeamento em Santa Catarina  que está em plena ascensão se apresentará na Agrishow pela primeira vez.

    Participando pela primeira vez na Agrishow, a maior feira de Agronegócios do Brasil, a Horus Aeronaves vai apresentar ao público dois lançamentos exclusivos para o setor do Agronegócio. Os lançamentos só poderão ser conhecidos na feira e prometem ter mais autonomia e muitas inovações.

    A Agrishow acontecerá em Ribeirão Preto entre os dias 1º a 5 de maio e contará com  800 expositores de 70 países esperando receber mais de 150 mil visitantes.

    Fundada em 2014, a  Horus Aeronaves se consolidou no mercado devido a sua capacidade de inovação e tecnologia de ponta. Mesmo diante da crise financeira, a Horus teve um crescimento  em 2016 com destaque no setor do agronegócio.

    A companhia iniciou a migração da operação comercial e da área de Pesquisa & Desenvolvimento para o Agtech Valley (Piracicaba/SP) em Julho de 2016. E recentemente recebeu um aporte de 3 milhões da Gestora de fundos de investimentos de Venture Capital, a SP Ventures pelo Fundo de Inovação Paulista (FIP) que e registra a entrada da Horus Aeronaves em seu portfólio.

    As aeronaves da Horus são programadas via GPS, não precisam de operador e são construídas em fibra de carbono, que proporciona mais leveza, resistência e maior autonomia de voo. O Maptor, por exemplo, tem autonomia de 1 hora e 20 minutos, cobrindo áreas de até 2.000 hectares por voo.

    Equipado com câmeras de alta resolução, 20 mp e sensor multiespectral, o Drone Maptor pesa apenas 1.300 gramas, incluindo o peso da bateria e câmera. Obtém imagens de alta definição (Ortofoto), que auxilia no monitoramento de grandes extensões de terra.

    Usado na agricultura, o Maptor consegue sobrevoar um extensa área identificando, graças a um software inteligente, falhas no plantio, doenças nas plantas, falta de irrigação, carência de nutrientes, pode discriminar culturas, detectar ervas daninhas, e ainda faz a contagem das plantas e avalia o seu crescimento.

    Acesse e leia tudo grátis em Aviação e Mercado 7 edições grátis e exclusivas

    Os Drones da Horus Aeronaves executam com precisão várias funções na Agricultura, como

     por exemplo:   

    – Mapeamento do relevo:  através da triangulação das fotos obtidas pelo drone o software gera uma nuvem de pontos georreferenciados. Com essa informação é possível identificar a inclinação do relevo e outras informações relevantes. Também é possível exportar essas informações para um software CAD e fazer, por exemplo, o traçado das curvas da talhão.

    – Verificação da saúde da planta: Com o mapa NDVI  (Índice de Vegetação da Diferença Normalizada ) é um índice que analisa a condição da vegetação no campo através de sensoriamento remoto,  é possível identificar a saúde de cada planta.

    – Identificação de doenças:  Depois da identificação da identificação da “saúde” da planta encontram-se plantas danificadas muito rapidamente. Assim prevenindo a propagação de pestes que são facilmente identificadas após inspeção em áreas críticas no mapa NDVI.

    – Mapa georrefernciado:O mapa criado pelo VANT é totalmente georreferenciado.   Identificando-se um ponto de interesse no meio da plantação obtém-se suas coordenadas e com um GPS é possível localizar o ponto especifico em campo.

    – Utilização do modelo digital de terreno para projeto de drenagem: esse dado é facilmente retirado ao analisar a nuvem de pontos e as alturas dos pontos críticos no mapa. Também é possível realizar o processo de análise automaticamente através de software especializado e simular computacionalmente a drenagem da área desejada.

    – Análise e planejamento da colheita: através do mapa atualizado e georreferenciado é possível desenhar as rotas para todos os processos da lavoura.

    – Identificação de doenças: depois da identificação da “saúde” da planta encontram-se plantas danificadas muito rapidamente. Assim prevenindo a propagação de pestes que são facilmente identificadas após inspeção em áreas críticas no mapa NDVI.

    Os drones Isis e Maptor também são fortemente empregados em outras áreas importantes como:

    – Agricultura de Precisão;

    – Agrimensura;

    – Levantamento Ambiental

    – Mapeamento aéreo com alta resolução;

    – Georreferenciamento de terreno;

    – Regularização de propriedades junto ao INCRA, entre outros.

    – Mineradoras

    Leia mais sobre a Horus:

    FUNDO DE INOVAÇÃO PAULISTA ANUNCIA APORTE DE R$ 3 MILHÕES NA HORUS AERONAVES

     

    Deixe uma resposta