Com entrega de moeda estrangeira em todo o país, Neo Câmbio conquista 12 mil viajantes

Com a grande oscilação do câmbio nos últimos meses, não dá para perder a oportunidade quando o preço cai. Foi o que aconteceu com o executivo Eduardo Rodrigues, que comprou libras pelo celular durante uma reunião de negócios. Ele usou a plataforma Neo Câmbio (www.neocambio.com.br), fintech especializada na cotação e aquisição de moedas estrangeiras. Lançada em novembro, a empresa já é utilizada por 12 mil brasileiros e movimentou R$ 4 milhões até meados de janeiro.
A ideia por trás da plataforma é oferecer um ambiente simples e de uso intuitivo, que permite aos usuários encontrarem o preço mais barato entre as casas de câmbio, com atualizações de valores em tempo real e descontos pré-negociados. “Na prática, conseguimos preços até 10% mais baixos”, afirma Jung Park, sócio da Neo Câmbio ao lado de Bruno Ferreira.
Hoje, a Neo Câmbio oferece entrega em todo o Brasil. Nas principais capitais, este serviço é grátis em operações acima do equivalente a US$ 500. A novidade é fruto de um processo de expansão estruturado a partir de um aporte de R$ 500 mil feito por um investidor-anjo. “Isso nos permitiu estabelecer uma logística para chegar a todos os cantos do país, algo inédito no ramo”, explica Park. “Dessa forma, uma pessoa no Acre pode comprar moeda com o preço de São Paulo, sem precisar pagar taxa de câmbio mais alta por isso”, diz ele.
A plataforma se adequa a perfis diferentes de pessoas que fazem operações de câmbio. As libras compradas por Eduardo eram para uma viagem a trabalho. “Viajo bastante, por isso é essencial ter uma ferramenta ágil de câmbio que me ajude a não perder boas cotações e a economizar tempo”, conta ele.
Já para o bancário Wesley Tomaz, a Neo Câmbio facilitou o planejamento de uma temporada nos Estados Unidos. “Serão 30 dias de férias por lá, então mesmo uma pequena variação na taxa cambial resulta em uma economia significativa no orçamento da viagem”, comenta. Até o final de 2017, a meta da empresa é atingir 100 mil transações mensais.