As entregas de aeronaves em 2016 apresentaram redução de 3,9% em relação ao ano anterior, recuando de 2.331 unidades entregues para 2.241, informou a Associação dos Fabricantes de Aviação Geral (GAMA – General Aviation Manufacturers Association), que representa as 90 maiores empresas do setor de aviação no mundo.

 

As entregas de aeronaves em 2016 apresentaram redução de 3,9% em relação ao ano anterior, recuando de 2.331 unidades entregues para 2.241, informou a Associação dos Fabricantes de Aviação Geral (GAMA – General Aviation Manufacturers Association), que representa as 90 maiores empresas do setor de aviação no mundo.

O faturamento com helicópteros caiu de US$ 4,7 bilhões, em 2015, para US$ 3,6 bilhões, em 2016. No ano fiscal de 2016, a entrega de jatos comerciais chegou ao menor número desde 2004, com 661 unidades entregues, em relação às 718 unidades em 2015.

As entregas de turboélices constituiu um ponto positivo no setor, ao apresentar 3,4% de aumento, passando de 557 unidades, em 2015, para 576, em 2016.

As encomendas de avião com motor pistão passou de 1056, em 2015, para 1004, em 2016 , uma redução de 4,9%. O numero de helicópteros com motor de turbina, também reduziu e foram entregues 757 unidades em 2015 e 637 em2016.

                                        Clique e leia gratuitamente todas as edições da aviação e mercado