UA-87746483-1

Primeiro Airbus H145 chega ao mercado brasileiro

O modelo, capaz de decolar com tanque cheio e até 10 pessoas a bordo, será operado pela CAF Táxi Aéreo

A Waypoint Leasing, empresa independente de leasing de helicópteros, concluiu nas últimas semanas a transação de leasing operacional do modelo H145 para a CAF Táxi Aéreo. O helicóptero, primeiro no Brasil na versão nova e já o terceiro na América Latina, será utilizado no fretamento de voos para o segmento Corporate/VIP em São Paulo e região.

A Helibras, subsidiária da Airbus no Brasil, será responsável pela remontagem da máquina (vinda da fábrica na Alemanha) e prestará todo o suporte do modelo no Brasil. “Estamos honrados em participar deste projeto junto com a CAF e a Waypoint, pois enxergamos um futuro promissor para o H145 no Brasil. Entendemos que este modelo se apresenta como o próximo passo para mais de 100 operadores locais de biturbinas leves subirem de categoria”, avalia Dominique Andreani, Vice Presidente de Vendas de Aeronaves, Suporte e Serviços.

Com mais de quatro milhões de horas de voo da família H145 ao redor do mundo, o H145 possui cabine ampla e desobstruída com piso plano que contribuem para sua flexibilidade em uma ampla gama de aplicações, além de poder decolar com tanque cheio e 10 pessoas a bordo. Configurado para o segmento Corporate, ainda possui duas opções de interior sofisticado, um denominado Stylence e outro assinado em parceria com a Mercedes Benz. O modelo também pode ser direcionado para serviços médicos emergenciais, atividades policiais e transporte de passageiros, incluindo aviação executiva e particular, além de voos de transporte em plataformas marítimas.

O novo H145 conta com o moderno painel digital Helionix, que além de melhorar e facilitar o voo, também reduz o custo de manutenção e de treinamento para pilotos e mecânicos e está presente em diferentes modelos da Airbus Helicopters. O sistema conta com três telas multifuncionais que integram diversas funções como mapa digital, visão sintética, percepção situacional aumentada, piloto automático de quatro eixos mais avançado do mercado (com capacidade de realizar voo pairado automático), entre outros diferenciais.

Airbus Helicopters entrega o 1300º helicóptero da família H135

A Airbus Helicopteros entregou o 1300º helicóptero da família H135, um número que consolida o sucesso mundial do helicóptero biturbina leve multimissão.

A frota global deste modelo acumulou um total de mais de 4,5 milhões de horas de voo desde sua entrada em serviço em 1996. Mais de 300 clientes em 60 países operam o helicópteros da família H135 para diversas missões, incluindo Serviços Médicos de Emergência (EMS), policial, transporte privado, manutenção de parques eólicos offshore e treinamento militar. São 641 helicópteros sendo operados na Europa, seguidos de 316 na América do Norte e 195 na Ásia.

A integração da suíte de aviônicos Helionix da Airbus Helicopters em 2016 marca a constante evolução do H135 para apoiar as necessidades dos clientes. O sistema de aviônicos simples e intuitivo incorpora um piloto automático de quatro eixos – já implementado no H175 e o H145 – que reduz ainda mais a carga de trabalho dos pilotos e fornece um nível de segurança incomparável.

Exército do Equador recebe um helicóptero H125 da Airbus

A Airbus Helicopters entregou um H125 ao Ministério da Defesa e à Força Terrestre do Equador no começo da semana. É o primeiro helicóptero de um contrato assinado em novembro de 2017 para o fornecimento de duas unidades, que também inclui o treinamento de 12 mecânicos e seis pilotos. O segundo helicóptero será entregue no outono de 2018. Ambos serão operados pela Brigada de Aviação do Exército Equatoriano.

O exército do Equador foi um dos primeiros exércitos da América Latina a operar helicópteros da Airbus.

A entrega ocorreu na Brigada de Aviação do Exército 15 BAE Paquisha em Quito, durante a cerimônia do 64º aniversário da Aviação do Exército do Equador e na presença do Ministro da Defesa, dos Comandantes das três Forças Armadas, e do Embaixador da França no Equador.

“Com a entrega deste primeiro H125, damos outro passo na modernização da nossa frota de aviação”, disse o coronel Santiago Almeida, Comandante da Brigada de Aviação do Exército. “É importante que o Exército do Equador reforce suas capacidades operacionais com aeronaves de alta tecnologia capazes de responder às necessidades mais exigentes do país”.

Os novos helicópteros serão operados pela Aviação do Exército a partir de sua base em Porto Viejo e serão utilizados em missões de transporte, vigilância aérea e apoio à população em caso de desastres naturais.

No Equador, existem atualmente cerca de 40 helicópteros Airbus em operação com clientes civis e militares.

“Quero agradecer às Forças Armadas do Equador pela confiança depositada em nossa marca há 40 anos”, disse Francisco Navarro, Diretor-Geral da Airbus Helicopters no México. “Os nossos helicópteros – especialmente o H125 que estamos entregando hoje, mas também o H145 e H215 – satisfazem plenamente às necessidades operacionais das Forças Armadas equatorianas, sendo capazes de operar em condições extremas de calor e altitude. Seria uma honra para nossa empresa que fossemos considerados no contexto das próximas aquisições do governo equatoriano”.

O exército do Equador foi um dos primeiros exércitos da América Latina a operar helicópteros da Airbus. Entre os helicópteros da marca que hoje compõem 80% da sua frota estão os helicópteros ligeiros da família Ecureuil e também os bimotores pesados da família Super Puma.

No Equador, existem atualmente cerca de 40 helicópteros Airbus em operação com clientes civis e militares.

Airbus Helicopters mais forte e enxuta mostra um sólido desempenho comercial em 2017

  • 409 helicópteros entregues no ano passado
  •  Um sólido desempenho comercial em helicópteros pesados ​​e super-médios
  • Concluída a primeira fase da transformação geral da empresa 

A Airbus Helicopters entregou 409 helicópteros e registrou 350 encomendas brutas de helicópteros (335 líquidas) em 2017, com forte desempenho comercial nos segmentos pesado e super-médio. A empresa registrou 54 encomendas de helicópteros da família Super Puma e 19 encomendas do super-médio H175, confirmando a liderança de vendas desses tipos em seus respectivos segmentos do mercado. Também foram registradas 168 encomendas de helicópteros leves de motor único e 105 encomendas dos H135/H145 leves de dois motores. No final de 2017, a carteira total somava 692 helicópteros.

“Estamos encerrando agora o primeiro capítulo da transformação iniciada em 2014 em toda a empresa, o que permitiu que ela se tornasse mais forte e enxuta em um mercado desafiador. Nossos resultados de 2017 são um testemunho do excelente trabalho realizado por nossas equipes na transformação das operações industriais e na melhoria dos nossos produtos e serviços, ao mesmo tempo que oferecemos um ambicioso roteiro de inovações para preparar o futuro do voo vertical”, disse Guillaume Faury, CEO da Airbus Helicopters. “Ao lançarmos este ano uma segunda onda de transformações na empresa, o nosso foco principal será acelerar esses esforços por meio de uma maior digitalização dos nossos produtos, serviços e operações – em benefício dos nossos clientes e da segurança de nossa frota”.

No ano passado, houve grandes avanços em termos de novos produtos, como o H160 – o primeiro da “Geração H” – com três protótipos agora em testes de voo para a sua certificação em 2019. Uma campanha de disparo em escala real do sistema de armamentos HForce também foi realizada com sucesso no H145M, que se beneficiará de capacidades militares aprimoradas e modulares até o final de 2018. O ano também foi marcado pelo lançamento da ACH (Airbus Corporate Helicopters) que possibilitou a empresa a oferecer aos seus clientes privados e empresariais, design e especificações de alta qualidade em toda a sua gama de helicópteros.

Em 2017, a Airbus Helicopters concluiu a implementação do seu modelo industrial renovado com a inauguração de sua unidade de produção de lâminas de rotor em Paris-Le Bourget, na França, que será parte integrante da nova estratégia de especialização das instalações que abrange as plantas de Marignane, na França, Donauwörth, na Alemanha, e Albacete, na Espanha. No cenário internacional, a empresa entregou o 400º UH-72 Lakota ao Exército dos EUA e iniciou as obras de sua primeira linha de montagem final de helicópteros na China, com entregas iniciais esperadas para 2019.