Airbus A380, o maior avião de passageiros

     

    O aribus A380 é a maior aeronave de passageiros a operar linhas comerciais na história da aviação civil.

    Texto: Cmte Ilson Sabaini – Presidente da AFAC

    O A380 tem o dobro da capacidade de uma aeronave tradicional, podendo transportar 525 passageiros em configuração de três classes e até 853 em modo charter.

    O Boeing 747-400, seu grande concorrente, que detinha o recorde anterior de capacidade, pode acomodar 416 passageiros.

    No final de 2005, a Boeing lançou uma versão ampliada de seu avião, o 747-8, com 450 assentos, o que mesmo assim não alcança as proporções do gigante da Airbus.

    Acesse e leia GRATIS

    Em números, o A380 permite transportar 35% mais passageiros que o B747, com 50% a mais de superfície, mas a custos menores.

    O A380 tem longitude de 80 m (70,6 m para o B747-400), altura de 24 m e autonomia de até 15,2 mil km.

    Ao todo, 40% da estrutura e das peças da aeronave foram fabricadas com compostos de fibras de carbono e novos materiais metálicos. A parte superior da fuselagem é feita de um novo material batizado de Glare, uma mescla de alumínio e fibras de cristal impregnadas em resina, que é 10% menos pesado que o alumínio tradicional, mas muito mais resistente.

    O A380 pode ser equipado com motores do tipo Trent 900 da britânica Rolls-Royce ou com o GP 7200 da Engine Alliance, aliança da General Electric e da Pratt and Whitney.

    O primeiro avião vendido, propriedade da companhia Singapore Airlines, começou a ser usado em 25 de outubro de 2007. Em junho, a Airbus anunciou que tinha 234 pedidos de 17 clientes. Noventa jatos foram encomendados só pela Emirates Airlines. A Qantas é a segundo cliente mais importante, com 20 pedidos. Já são seis em atividade.

    Especificações da aeronave
    Capacidade de passageiros 3 classes – 489 em ultra longa envergadura 517 em longa envergadura
    Envergadura 261 pés e 8″/79,8 m
    Comprimento 238 pés e 6″/72,7 m
    Altura 79 pés e 7″/24,1m
    Largura da cabine 21 pés e 19″/6,58m no Andar principal e 19 pés e 5″/ 5,93m no andar superior
    Motores GP7200
    Empuxo 70.000 libras
    Distância máxima 8.000 milhas náuticas/15.000 km
    Velocidade de cruzeiro (mach) 0,85
    Altitude de cruzeiro 43.100 pés

    A Emirates foi a empresa que encomendou a maior quantidade de A380 sendo um total de 90 aeronaves , hoje já conta com 85, então vamos conhecer um pouco mais do A380 operado pela Emirates:

    • O A380 da Emirates consome até 20% menos combustível por poltrona do que seu concorrente mais próximo.
    • Este é o avanço mais considerável na redução do consumo de combustível e emissões em quatro décadas.
    • Menor queima de combustível significa menos emissões de CO2. O Emirates A380 produz menos de 75g de CO2por quilômetro passageiro, quase metade da meta de emissões europeias para carros fabricados a partir de 2008.
    • O A380 usa uma série de materiais leves que correspondem a 25% da sua estrutura.
    • Os motores Engine Alliance GP7200 atendem confortavelmente os novos padrões rígidos de nível de ruído ICAO Stage Four.
    • A frota da Emirates, incluindo os A380, possuem uma eficiência de combustível de 30%, superior a média global da ICAO.
    • Aeronaves maiores significam menos decolagens e aterrissagens (em relação aos passageiros, isto seria o equivalente a voar em até sete tipos de aeronaves menores, para algumas versões do Emirates A380).
    • A Emirates continua a trabalhar lado a lado com a Airbus para reduzir ainda mais o peso dos A380s no futuro.
    • A média de idade da frota da Emirates é menos da metade da média de idade da frota de muitas companhias aéreas europeias, o quesignifica que a tecnologia mais moderna e inovações em eficiência caracterizam as nossas aeronaves.
    A380 da Emirates

    De suítes privativas e Shower Spas na Primeira Classe às assentos totalmente reclináveis na Classe Executiva, espaço extra e iluminação personalizada na Classe Econômica, além de Wi-Fi durante o voo em toda a aeronave, voar no A380 da Emirates é quase igual a voar no seu próprio jato particular.

    Redução na produção do A380

    A Airbus reduziu neste ano seu plano de produção do superjumbo A380. O movimento ocorre em um momento em que a fabricante de aviões europeu e sua maior rival, a Boeing, lutam para conseguir vender grandes aeronaves de quatro motores. A Boeing também teve que cortar planos de produção para seu 747-8 devido à demanda fraca.

    Em julho, a Airbus informou que iria fabricar apenas 12 aviões A380 por ano a partir de 2018, abaixo dos 27 que produziu no ano passado. A empresa planejava fabricar 20 unidades no próximo ano, atingindo seu ponto de equilíbrio financeiro nessas entregas.

    Mas a Airbus anunciou ter chegado a um acordo com a Emirates Airline, maior compradora de A380, e a fabricante de motores Rolls-Royce para adiar seis das entregas previstas para o próximo ano até 2018 e outras seis entre 2018 e 2019.

    A Airbus disse poderá acelerar esforços para minimizar o impacto financeiro, embora tenha sinalizado que o programa poderia entrar no vermelho. “O impacto no equilíbrio financeiro em 2017 é mínimo”, disse a empresa.

    A380 no Brasil

    O A380 já esteve no Brasil em três ocasiões duas delas no aeroporto de Guarulhos sendo uma no ano de 2007, para demonstração da aeronave e a segunda em 2016 operado pela Emirates, também no ano de 2016 a aeronave pousou no aeroporto do Galeão sendo perada pela empresa Air-France , no final das olimpíadas Rio 2016.

    Inicie 2017 atualizado

    Deixe uma resposta